Início
Sobre Nós
O Que Fazemos
Onde Estamos
Como Participar
Contactos
acesso rápido a conteúdos

> Prioridades
> Como Trabalhamos
> Projectos
> Impacto

O Que Fazemos

Projectos

  • Em execução 2008:

Nome: Jirijipe – Saúde até à Tabanka
Local: República da Guiné-Bissau, Sub-Região de Saúde de S. Domingos, Sector De S. Domingos, áreas de S. Domingos, Suzana e Varela, USC das aldeias de : Arame, Budjin, Edjaten, Elia, Bulol, Djufunco, Edjin, Ehlalb, Eossor, Kassulol, Katon, Bufa, Campada Maria, Campada Nandjan, Coldje, Cubumpor, Mato Coldaje, N’Tablique, Nhambalan e Poilão de Leão
Beneficiários: Grávidas (1.515 em 2006), crianças com menos de 5 anos de idade (5.721 em 2006), populações rurais isoladas servidas pela saúde comunitária e os programas de grande impacto (33.700 em 2006), 8 Técnicos de saúde, 44 ASC e 44 Matronas.
Duração: 36 meses
Financiado por: IPAD, Doadores privados

O objectivo global do presente projecto é reduzir a pobreza através da redução do excesso de carga de entre os grupos mais pobres das áreas de Varela, Suzana e S. Domingos, nomeadamente mulheres, crianças com menos de 5 anos de idade e população rural nas áreas isoladas.

O desafio para alcançar o objectivo global traçado é desenhar um conjunto coerente de intervenções complementares capazes de responder às principais causas de doença e mortalidade reforçando ao mesmo tempo o próprio sistema de saúde por forma a garantir níveis aceitáveis da prestação de cuidados à população com especial atenção às mulheres e menores de 5 anos de idade.

Assim, os objectivos específicos do presente projecto agrupam-se da seguinte forma:

Objectivo Específico 1: Reforço da saúde materno-infantil: Melhorar o acesso a cuidados de saúde materna através do reforço das estruturas existentes, formação e capacitação do pessoal local, introdução de protocolos específicos e criação de uma rede estável de evacuação e atendimento dos casos de Alto Risco Obstétrico (ARO).

Objectivo Específico 2: Desenvolver intervenções com grande impacto na situação da saúde designadamente, imunização, malária, infecções sexualmente transmissíveis (IST) e VIH/SIDA, sobretudo nos grupos mais vulneráveis: mulheres e crianças menores de 5 anos de idade.

Objectivo Específico 3: Desenvolver o Sistema Comunitário de Saúde: Melhoria da qualidade de acesso à saúde comunitária, com o reforço da rede de Unidades de Saúde Comunitária, dos serviços de saúde preventiva e da gestão comunitária da saúde em função dos membros mais vulneráveis da comunidade (mulheres e crianças).

A metodologia de implementação baseia-se no empowerment dos agentes existentes. Esta metodologia resulta numa efectiva descentralização administrativa através do reforço da participação da população nos diversos níveis de decisão contribuindo para a transparência das práticas, a accountabilitity dos representantes públicos e a prática da boa governação.

 

Nome: Capacitação das comunidades rurais para o desenvolvimento participativo do distrito de Matutuine
Local: Moçambique, distrito de Matutuine
Beneficiários: 396 beneficiários directos e 1.800 indirectos
Duração: 36 meses
Financiado por: Comissão Europeia

O objectivo global do projecto é reduzir os níveis de pobreza e de dependência da população rural. Os principais grupos alvo são as famílias rurais que vivem abaixo do limite da pobreza e as famílias dirigidas por mulheres, num total de 396 beneficiários directos e 1.800 indirectos. As actividades do projecto são concebidas com base no modelo participativo com uma abordagem de desenvolvimento sustentável e incluem: a capacitação dos produtores rurais do sector familiar, comercialização e incentivo ao associativismo rural e a comunicação e disseminação da informação. O processo de inclusão é uma das principais estratégias do projecto, com o desenvolvimento de actividades dirigidas às mulheres e à criação de processos comunitários de comercialização e troca. Todos os processos e actividades serão monitorizados por forma a permitir a definição de termos de referência de best practices aplicáveis ao longo da execução e em futuros alargamentos ou reproduções da intervenção.

 

Nome: “Improved Preventive and Curative Health Services for Vulnerable population in Acholiland”
Local: distritos de Kitgum and Pader – Uganda
Beneficiários: 6.000 mulheres, 391.000 deslocados, 238 técnicos de saúde dos distritos de Kitgum e Pader
Duração: 36 meses
Financiado por: Comissão Europeia e doadores privados

O projecto tem por objectivo principal o reforço da capacidade dos hospitais no fornecimento de cuidados de saúde qualitativos, sobretudo à população mais vulnerável: mulheres, crianças e deslocados. Assegurar a formação e reciclagem do pessoal de saúde existente e implementar acções de sensibilização sobre saúde, higiene, nutrição e SIDA junto das comunidades de deslocados. A acção visa ainda a redução dos índices de vulnerabilidade e pobreza dos grupos-alvo, através da organização e implementação de Actividades Geradoras de Rendimentos, que incluem um apoio contínuo à educação e formação profissional. (TERMINADO EM JANEIRO DE 2008)

 

  • Terminados em 2005/07:

Nome: Desenvolvimento do Comércio rural comunitário para a conservação da biodiversidade no distrito de Matutuine
Local: República de Moçambique, Província de Maputo, Distrito de Matutuine
Beneficiários: 432 pessoas
Duração: 12 meses
Financiado por: IPAD, Doadores privados

Num contexto de pobreza extrema, em que as famílias lutam pela sobrevivência, é difícil estas despenderem algum tempo do seu dia, em actividades que introduzam o factor risco. Nas condições actuais, em aldeias rurais e isoladas como as de Djabula e Ncassani no sul de Moçambique, as falhas que possam ocorrer numa actividade que não se conhece, podem ditar mais fome, mais doença, mais pobreza para a família.

O projecto intervém nas seguintes áreas: Protecção do meio ambiente: numa área extremamente dependente da floresta torna-se essencial promover a educação/gestão ambiental como forma de assegurar, os recursos naturais para as gerações vindouras e continuidade de geração de rendimento alternativo e sustentável para as famílias da região; Reforço das actividades geradoras de rendimento: Torna-se necessário promover não só novas actividades geradoras de rendimento (AGR) que diversifiquem o risco das famílias bem como melhorar os parâmetros de eficácia de AGR tradicionais. Assim, o presente projecto irá promover actividades geradoras de rendimento, como, produção de papel reciclado e uso comunitário do forno de pão, em que os produtores terão possibilidade de estabelecer relações comerciais com os mercados potenciais e ao mesmo tempo facilitar aos camponeses, a formação e informação sobre apicultura de qualidade e maneio dos recursos naturais, nos quais se destacam os procedimentos para controlo de queimadas; Aumento do valor acrescentado das produções locais tradicionais: O mel é o produto tradicional com maior potencial de acesso ao mercado exterior à comunidade. Carece no entanto de uma intervenção que permita aos produtores de mel da região o equipamento necessário para a obtenção de um produto de qualidade, com os padrões de higiene necessárias para ser escoado os mercados nacional e internacional.

Constituem assim objectivos específicos:

1. Diminuir a destruição da floresta e melhorar a sua gestão;

2. Aumentar o rendimento das famílias e capacitá-las para o maneio e gestão dos recursos e produtos;

3. Garantir acesso constante a água potável.

 

Nome: Projecto integrado para a melhoria das condições básicas de vida das comunidades rurais
Local: Moçambique, distrito de Matutuine
Beneficiários: 50 famílias (habitação melhorada); 50 mulheres (produção de pequenas espécies); 1.500 pessoas (acesso regular a água); 5.400 ( acesso a saúde comunitária); 250 crianças menores de 1 ano de idade.
Duração: 24 meses
Financiado por: Governo Vasco

O projecto situa-se numa zona rural, isolada que começa a sentir os primeiros impactos da pandemia do VIH/SIDA, é urgente não só reforçar a economía familiar centrando a intervenção na família e como reforçar também o papel das mulheres como agentes de transformação.
A intervenção assenta na construção de 50 casas com depósito para recolha de água pluvial e latrinas melhoradas com vista a diminuir a pressão sobre a saúde da população. Serão criadas micro-unidades de produção de pequenas espécies (galinhas) dirigidas ás mulheres, por forma a aumentar os seus recursos e assegurar uma dieta mais equilibrada que ajude a reforçar o sistema imunológico das famílias afectadas pelo VIH/SIDA. Serão construídos 5 poços melhorados para assegurar o acesso contínuo a água potável na zona. A intervenção reforçará igualmente a assistência de sáude local.

 

Nome: Escola Viva em Ncassani
Local: Moçambique, distrito de Matutuine
Beneficiários: 160 crianças em idade escolar, 2 professores primários; 3 elementos da comunidade e indirectamente toda a comunidade de Ncassani
Duração: 24 meses
Financiado por: Diputacion Foral de Alava, Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento
» conheça a nova escola

 

Nome: Kassumai Quep
Local: Guiné-Bissau, Sub-Região de São Domingos
Beneficiários: a população total da Sub Região de Saúde de S. Domingos, ou seja cerca de 74.983 pessoas.
Duração: 39 meses
Financiado por: Comissão Europeia

 

  • Lista dos projectos realizados entre 1998 e 2005:

Clique aqui para visualizar a lista completa.

clique para voltar ao topo da página

> Saiba quais as nossas prioridades
> Saiba como trabalhamos
> Veja o impacto da presença do VIDA